Seminário Internacional “Imagens e discursos sobre a cidade. Construção e mobilização das representações urbanas em dois exemplos: Lyon e São Paulo”, na FFLCH-USP

Dia: 08 de setembro de 2015

Horário: 10h

Local: Sala de Vídeo do Depto. de Geografia, Prédio da Geografia e História

Endereço: Avenida Prof. Lineu Prestes, 338 – Cidade Universitária

 

Manhã

10h00 Abertura. Fernanda Padovesi Fonseca (PPGH-USP)

10h15 Apresentação do Projeto. Damien Petermann e Eliane Kuvasney (IMAGO)

10h30 Discursos cinematográficos sobre São Paulo: entre o passado e o presente. Eduardo Morettin (ECA-USP)

11h00 Memória toponímica de São Paulo: (re) construindo a cidade a partir da memória. Patrícia Carvalhinhos (DLCV-USP)

11h30 Os mapas como ‘operadores espaciais’ na construção da ideia de modernidade na São Paulo do início do século XX. Eliane Kuvasney (PPGH-USP/IMAGO)

12h00 Discussões e debates

Tarde

14h30 …as tais fotografias em que apareces inteira: a cidade se descobre do alto: São Paulo, 1910-1930. Ricardo Mendes (Arquivo Histórico Municipal-SMC)

15h00 São Paulo: os paradoxos da imagem da cidade junto ao mercado imobiliário. Jaime Oliva (IEB –USP)

15h30 a 15h45 – café

15h45 A cidade sob o olhar da coremática. Eduardo Dutenkefer (PPGH-USP)

16h15 Quel statut pour Lyon dans les publications touristiques du début du XXe siècle? Damien Petermann (LYON /IMAGO)

16h45  Discussões e debates

Oficina de acabamentos gráficos, na FAUUSP – inscrições até 10/09/2015

[clique na imagem para ampliá-la]

oficina

Novo número da revista PÓS

pós 37

Já está disponível o número 37, bilíngue, da revista Pós.

Acesse aqui.

Horário de funcionamento da Biblioteca na Semana da Pátria

bandeira

 

Horário de funcionamento da Biblioteca da FAUUSP (Graduação) durante a Semana da Pátria (de 07 a 11/09/2015):

07/09/2015 – segunda-feira – fechada
De 08 a 11/09/2015 – de terça a sexta-feira – das 9h às 18h (empréstimos até 17h45).

Informamos que não há materiais bibliográficos com data de devolução para essa semana.

 

Curso de difusão “Lugares de Memória das Ditaduras na América Latina”, no CPC-USP

memoria am latina

 

Coordenador:
Prof. Dr. Renato Cymbalista

Especialistas:
Ana Paula Ferreira de Brito
Deborah Regina Leal Neves
Katia Regina Felipini Neves
Milton Luiz Belintani Filho
Ricardo Ramos Assumpção
Rodrigo Luis Millan Valdes

As ditaduras e o terrorismo de estado são elementos recorrentes na história da maior parte dos estados nacionais latino- americanos na segunda metade do século XX, em que pesem as especificidades dos processos históricos de cada país. As narrativas e acontecimentos dos períodos autoritários, assim como as correlações de forças e a mobilização social, resultaram em processos diferentes de mobilização – ou apagamento – dos lugares associados à memória dos diferentes períodos autoritários. Em São Paulo, nos últimos anos vem crescendo e amadurecendo a temática dos lugares de memória e consciência relacionados à ditadura, com a reinauguração do Memorial da Resistência (antigo Memorial da Liberdade), o tombamento do DOICODI na Rua Tutoia e com a cessão de possa de antiga Auditoria Militar na Rua Brigadeiro Luiz Antonio à OAB e ao Núcleo de Preservação da Memória Política para a instalação do Memorial da Luta pela Justiça. Tal situação constrói novos desafios referentes à identidade de cada um desses espaços e à sua articulação em rede. Nesse contexto, é altamente pertinente o conhecimento do significativo acervo de experiências que vêm sendo operadas há vários anos nos diferentes países da América Latina em sítios de memória e consciência, os instrumentos e atores sociais envolvidos, assim como as especificidades dos diferentes contextos políticos.
O curso de difusão propõe-se a problematizar tais experiências, objetivando atingir-se um novo patamar nos processos de memorialização do período de ditadura no Brasil.

Programa:

29/09 Aula1
Apresentacao do curso. Estado da arte dos processos de memorialização da ditadura no Brasil. Grupo de pesquisa+Memorial+Núcleo Memória Política. Professora convidada Ana Paula Brito.

06/10 Aula 2
O lugar das instituições e instrumentos do Patrimônio Histórico, em perspectiva comparada. Professora convidada Deborah Neves.

13/10 Aula 3
Reparação e Resistência: a memorialização promovida pelo estado e pela sociedade civil. Professora convidada Katia Felipini

17/10 – Visita a campo 1
Casa do Povo. Coordenador: Ricardo Assumpção.

20/10 Aula 4
Ditaduras, resistência e transições democráticas na América Latina. Professor coordenador Renato Cymbalista.

24/10 – Visita a campo 2
Sítio da morte de Marighella/DOICODI. Coordenador: Ricardo Assumpção

27/10 Aula 5
Comissões da Verdade – convidados da USP, PUC, Mackenzie, PMSP, Sindicato dos Jornalistas de SãoPaulo. Professor convidado Milton Bellintani.

3/11 Aula 6
Representações, acervos e museografia. Professor convidado Rodrigo Millan.

Público-alvo: Estudantes de graduação e pós-graduação em Ciências Humanas, Arquitetura, Museologia, Direito e Artes; professores, educadores, profissionais de museus e gestores públicos

Período: 29/9 a 3/11, terças-feiras, das 18h30 às 21h30. As visitas a campo acontecerão aos sábados das 10h às 13h.

Carga horária: 24h

Cadastro para inscrições: até 7/9/2015 no link http://goo.gl/forms/qsDLjMepXq

IMPORTANTE: haverá seleção. O cadastro da inscrição não garante a vaga no curso.

O resultado da seleção será comunicado por email até 14/9/2015.

Total de vagas oferecidas: 40

Taxa de inscrição: R$ 180,00 (inscrição + envio do certificado pelos Correios)

Vagas gratuitas: 5
Docente: 1
Discente: 1
Funcionário: 1
Terceira idade: 1
Outros/Comunidade: 1

25. Política de Isenções
Serão vistos caso a caso, pela Diretoria do CPC, sendo os critérios: 1) ordem de solicitação no ato do envio da ficha de pré-inscrição. 2) sócio-econômico – que possibilitará beneficiar aqueles que não tenham condições de pagar a taxa de inscrição.
IMPORTANTE: manifestar intenção pela isenção da taxa.

22. Critérios de Seleção
Análise de justificativa de intenção.

26. Critérios de aprovação
Frequência mínima exigida de 85%, bem como participação nas atividades. Carga horária mínima de 21h para aprovação do aluno.

Fonte: CPC-USP

Visita técnica – Casa de Dona Yayá: restauro e preservação

visita tec

3º Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono

3 cihel

O 3.º CIHEL pretende desenvolver uma abordagem ampla e multifacetada da temática HABITAÇÃO: Urbanismo, Cultura e Ecologia dos Lugares, no momento em que se desenvolvem planos para produção habitacional em larga escala e para a reurbanização de extensas áreas em vários dos países da lusofonia, tendo presente a influência da construção/reabilitação habitacional e do crescimento urbano. Paralelamente, começam a se consolidar novas formas de intervenção urbanística em assentamentos precários, resultado da vontade social e política da aplicação de novos instrumentos urbanísticos.

Este 3.º CIHEL visa incluir, também, as novas temáticas para o III ONU-HABITAT (Third United Nations conference on housing and sustainable urban development), definidas durante o 7º Fórum Urbano Mundial, em abril de 2014, que teve lugar em Medellín, Colômbia, proporcionando o melhor conhecimento da grande amplitude temática, e das problemáticas, potencialidades e especificidades das matérias tratadas.

O Congresso está estruturado em 5 atividades principais:

Palestras Plenárias

Mesas Redondas

Sessões Temáticas

Oficinas Técnicas

Visitas Guiadas

O 3º CIHEL é aberto à participação de pesquisadores, acadêmicos e profissionais de todos os países de língua portuguesa que desenvolvam pesquisas com temáticas relacionas à habitação – políticas públicas, provisão, projeto, tecnologia, gestão, etc.

Contará também com uma chamada para um Concurso de Trabalhos Finais de Graduação relativos ao tema da Habitação.

Inscrições AQUI

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.767 outros seguidores