Horário de funcionamento a partir de 03 de agosto de 2016

Informamos que a partir de 03 de agosto de 2016, em período letivo, a biblioteca da FAU (campus Butantã) funcionará de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h.

A Seção de Materiais Iconográficos e Sala de Obras Raras funcionarão das 9h às 12h e das 14h às 17h.

Curso de Difusão: Caminhos Urbanos – Arquitetura, Cidade e Educação Patrimonial em São Paulo, no CPC-USP

Caminhos Urbanos

 

MÓDULO 1 – A construção do centro de São Paulo (1877-1954)

Cadastro das pré-inscrições de 15 a 28 de agosto de 2016 no link http://goo.gl/forms/OoGNmyzBnkEQDIJq1

O curso tem como objetivo oferecer aos participantes a oportunidade de conhecer a cidade de São Paulo para refletir criticamente sobre a constituição arquitetônica e urbanística do seu centro e sobre os significados de seu patrimônio, procurando entrelaçar as histórias da arquitetura e da cidade com os contextos econômico, político, social e cultural brasileiros.

MINISTRANTES
Ana Claudia Scaglione Veiga de Castro
Doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo e professora do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Fundamento Sociais da Arquitetura e Urbanismo.

Joana Mello de Carvalho e Silva
Doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo, professora do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e da Escola da Cidade. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em História e Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo.

PERÍODO
De 12 de setembro a 24 de outubro de 2016, às segundas-feiras, das 18h30 às 20h30 e sábados, 8 e 22 de outubro de 2016, das 9h às 13h.

PÚBLICO-ALVO
Professores da Rede Pública de ensino e funcionários públicos de instituições afins (arquivos, bibliotecas, escolas, etc).

CARGA HORÁRIA: 20h

VAGAS OFERECIDAS: 32

ATIVIDADE GRATUITA

PROGRAMA

12/9 – AULA 1
Compreender a arquitetura, pensar a cidade, reconhecer seu patrimônio I
Parâmetros de compreensão da arquitetura, do urbanismo e do patrimônio, entendidos como parte da história cultural da cidade.

19/9 – AULA 2
A cidade de taipa e sua expansão [meados do século 19]
Em meados do século XIX, notam-se os primeiros impulsos transformadores que alteram a paisagem urbana: a fundação da Academia de Direito (1847), o surgimento da imprensa, a implantação das linhas férreas, a presença de estrangeiros e ex-escravos em busca de seu lugar na cidade. É nesse momento que ocorrem as primeiras reformas classicizantes nas antigas construções de taipa, e se impõe a necessidade de cruzar o Anhangabaú, levando à construção do Viaduto do Chá.

26/9 – AULA 3
Ecletismo como índice da modernidade [fim do século 19, início do 20]
A vontade modernizadora posterior à Independência, à abolição e à proclamação da República se materializa numa arquitetura eclética de inspiração europeia que remodela o centro. O vale do Anhangabaú deixa de ser os fundos da cidade para se tornar um cartão postal, a sua face moderna, com os novos edifícios que o circundam: Teatro Municipal, Palacetes Prates, Edifício dos Correios e Telégrafos, entre outros.

03/10 – AULA 4
Primeira verticalização [décadas de 1920 e 1930]
A necessidade de se intervir num centro já congestionado gera alguns planos e intervenções urbanísticas, como o Perímetro de Irradiação (1924) e a Praça do Patriarca (1926). Nota-se também uma primeira verticalização que se sobrepõe à cidade eclética recém construída, criando novos cartões postais em que os primeiros arranha-céus – Sampaio Moreira, Martinelli, etc – são retratados. Intervenções de maior porte, quando a região da República já é compreendida como centro, culminam no Plano de Avenidas (1930).

08/10 – AULA 5
Caminhos urbanos: arquitetura, cidade e educação patrimonial I
VISITA AO CENTRO VELHO
Percurso pelas bordas da colina histórica, partindo do Pátio do Colégio, em direção a Sé, Carmo, Boa Vista, São Bento, Libero Badaró, Patriarca, São Francisco, São Bento, viaduto Boa Vista e Pátio do Colégio. Visita aos edifícios do Pátio do Colégio e Sampaio Moreira.

10/10 – AULA 6
Segunda verticalização [décadas de 1940 e 1950]
Um segundo período de verticalização é parte do processo de metropolização da cidade, com a expansão e consolidação da mancha urbana, a diversificação das atividades econômicas, a vinda de novos fluxos migratórios e o significativo aumento da população, gerando uma nova face moderna para São Paulo. Edifícios modernistas povoam a paisagem do centro velho e do centro novo, conformando uma nova área de investimentos.

22/10 – AULA 7
Caminhos urbanos: arquitetura, cidade e educação patrimonial II
VISITA AO CENTRO NOVO
Percurso a partir do Viaduto do Chá, Teatro Municipal, São João, Ipiranga, Praça da República, São Luís, Praça Dom José Gaspar, Rua Marconi, Teatro Municipal. Visita ao Teatro Municipal e à Biblioteca Mario de Andrade.

24/10 – AULA 8
Compreender a arquitetura, pensar a cidade, reconhecer seu patrimônio II
Pensar os desafios do patrimônio no centro de uma cidade que congrega diversas camadas, inúmeras imagens e que formulou sua identidade na destruição do passado e no elogio do novo.

CADASTRO DAS PRÉ-INSCRIÇÕES de 15 a 28 de agosto de 2016 no link http://goo.gl/forms/OoGNmyzBnkEQDIJq1

IMPORTANTE: haverá seleção.
O cadastro da pré-inscrição não garante a vaga no curso.
Até o dia 8 de setembro de 2016, selecionados ou não, serão comunicados por email.

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO
Ordem de inscrição e análise de justificativa de intenção.

CRITÉRIOS DE APROVAÇÃO
Frequência mínima exigida de 85%, bem como participação nas atividades. Carga horária mínima de 17h para aprovação do aluno. Carga Horária Mínima p/ Aprovação do Aluno (inclusive monografia): 17h.

LOCAL DE REALIZAÇÃO DO CURSO
O curso será realizado no Centro de Preservação Cultural Casa de Dona Yayá CPC-USP, na rua Major Diogo, 353 – Bela Vista – São Paulo – SP

Realização: Centro de Preservação Cultural – USP

Fonte: CPC-USP

Seminário: “Flavio Motta – A História da Arte, o Artista”, na FAUUSP

Data: 24/08/2016
Horário: das 14h às 18h30
Local: Sala 807 – FAUUSP
Endereço: Rua do Lago, 876, Cid. Universitária, São Paulo – SP
Organização: Profa. Dra. Ana Lanna e Profa. Dra. Joana Mello

Horários de funcionamento a partir de 01 de agosto de 2016

Enquanto as aulas estiverem suspensas devido à greve estudantil, a biblioteca no edifício Vilanova Artigas seguirá funcionando das 10h às 18h.

Seção de Materiais Iconográficos e Sala de Obras raras: 10h às 17h (fechamento para almoço: das 12h às 14h).

Aproveitamos para comunicar que biblioteca na FAU Maranhão reabrirá segunda-feira (1/8). O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Lançamento do livro: “Michel Arnoult, Design e Utopia”

[clique na imagem para ampliá-la]

arnoult

Novo número da revista Paisagem e Ambiente

pa37

O novo número da revista Paisagem e Ambiente já está disponível para leitura: http://revistas.usp.br/paam/issue/view/7991

A revista é dedicada à divulgação de pesquisas, projetos e estudos sobre o paisagismo, nos seus diversos campos de atuação: do projeto de paisagismo aos planos de áreas livres, dos estudos históricos às experiências de ensino, das pesquisas acadêmicas – dos mais diversos portes – aos resultados de eventos científicos, trabalhos teóricos e resenhas de livros.

Possui, como focos especiais, os espaços livres urbanos, a questão ambiental, o ensino e o projeto de paisagismo, o desenho da paisagem e o da forma urbana, os fundamentos teóricos e a pesquisa em paisagismo.

É uma publicação semestral da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP), vinculada aos laboratórios Quadro do Paisagismo no Brasil (Quapá), Paisagem, Arte e Cultura (LABPARC), ao Grupo de Disciplinas Paisagem e Ambiente (GDPA) do Departamento de Projeto e à Área de Concentração Paisagem e Ambiente do Curso de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP.

 

Fonte: http://revistas.usp.br/paam/about/editorialPolicies#focusAndScope

Seminário “Ciência da conservação e o uso de ferramentas de caracterização química, física e biológica de bens culturais”, na FAU Maranhão

[clique na imagem para ampliá-la]

cpc

SEMINÁRIO “CIÊNCIA DA CONSERVAÇÃO E O USO DE FERRAMENTAS DE CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA, FÍSICA E BIOLÓGICA DE BENS CULTURAIS”

25 de agosto de 2016 das 9h às 18h

Cadastro das pré-inscrições até 07/8/2016 pelo link http://goo.gl/forms/Gth5B62CweCiCXMC2

O objetivo principal deste seminário é reunir especialistas das áreas da química, da física e da geologia com conservadores-restauradores, museólogos e outros profissionais ligados à área do patrimônio cultural, de modo a apresentar algumas das principais abordagens de caracterização de bens culturais, promovendo discussões sobre suas aplicações e potencialidades. O evento busca mostrar a trajetória da ciência da conservação, apontando seu papel no atual cenário brasileiro e debatendo sobre as perspectivas futuras no campo do Patrimônio Cultural.

O seminário será constituído de dois momentos complementares com dinâmicas distintas. O primeiro consistirá de quatro palestras expositivas com duração de trinta minutos cada, as quais serão apresentadas por especialistas da química e da física com trajetórias em pesquisas ligadas a métodos de caracterização química, física e biológica aplicados a bens culturais. Essas palestras, pensadas para serem ministradas com uma linguagem palatável para a diversidade de profissionais que se pretende atrair para o encontro, terão um caráter informativo e demonstrativo da aplicação e das potencialidades de tais ferramentas.

O segundo momento do evento será focado em estudos de casos específicos, seguido por uma mesa redonda, na qual se pretende discutir perspectivas futuras para uma efetiva integração de cientistas naturais com instituições e profissionais visando à conservação de bens culturais.

PÚBLICO ALVO
Conservadores-restauradores, museólogos, profissionais ligados a bens culturais, químicos, físicos, biólogos, geólogos e interessados em geral.

PROGRAMA

8h30 Recepção

9h Abertura
Marcelo Andrade Roméro (Pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária) e Mônica Junqueira de Camargo (diretora do CPC-USP)

9h30-10h
Definição de ciência da conservação e seu desenvolvimento com técnicas de caracterização no Brasil e no Mundo
Luiz Antônio Cruz Souza (CECOR-UFMG)

10h10-10h40
Principais técnicas de imageamento e de caracterização elementar em conservação de bens culturais
Márcia Rizzutto (IF-USP)

10h50-11h20 Intervalo

11h20-11h50
Principais técnicas de caracterização molecular e de imageamento químico em conservação de bens culturais
Dalva de Faria (IQ-USP)

12h-12h30
Principais tecnologias para caracterização e alerta precoce de agressividade ambiental e caraterização biológica aplicada em conservação de bens culturais
Andrea Cavicchioli (EACH-USP)

12h40-14h Almoço

14h-14h30
Estado de conservação de monumentos pétreos da cidade de São Paulo: uma análise do estado de conservação e as formas de alteração observadas nestes monumentos
Eliane Aparecida Del Lama (IGc-USP)

14h40-15h30
Impacto da composição química de microambientes em bens culturais: o caso do MAC-USP e do Museu do Oratório – MG
Thiago Sevilhano Puglieri (UFPel) e Ariane Lavezzo ( MAC-USP)

15h40-16h Intervalo

16h-16h50
Preservação e conservação de materiais de patrimônio cultural utilizando radiação ionizante: a parceria com a Biblioteca da FAU-USP
Pablo Vásquez (IPEN) e Eliana de Azevedo Marques (FAU-USP)

17h Mesa redonda
Perspectivas futuras para uma efetiva integração de cientistas naturais com instituições e profissionais da área de bens culturais
Mediação: Teresa Cristina Toledo de Paula (MP-USP e IEA-USP)

18h Encerramento

PRÉ-INSCRIÇÃO
Cadastro da pré-inscrição até 07/8/2016 pelo linkhttp://goo.gl/forms/Gth5B62CweCiCXMC2

O cadastro da pré-inscrição não garante a vaga no seminário. Caso o número de interessados ultrapasse a capacidade do local do evento, haverá seleção.

O CRITÉRIO PARA A SELEÇÃO será a análise da justificativa de intenção em participar do seminário.

RESULTADO DA SELEÇÃO
Até 19 de agosto de 2016, selecionados ou não, serão comunicados por email.

ATIVIDADE GRATUITA

LOCAL DO EVENTO
FAU Maranhão – Sala dos Espelhos
Rua Maranhão, 88 – Higienópolis, São Paulo-SP

Comissão Organizadora
Andrea Cavicchioli (EACH-USP)
Cibele Monteiro (CPC-USP)
Thiago Sevilhano Puglieri (UFPel)

Realização
Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo PRCEU-USP
Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo CPC-USP

Parceria
Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo CPC-USP
Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo EACH-USP
Universidade Federal de Pelotas UFPel

Apoio
Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo FAU-USP

Fonte: CPC-USP

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.042 outros seguidores