Inscrições Prorrogadas: Prêmio EDP nas Artes – Instituto Tomie Ohtake

[Clique na imagem para ampliar]

 

 

Link para o edital: http://migre.me/Tmpd

Anúncios

Horários de férias

 

 

Biblioteca da Graduação – Cidade Universitária
 
De 05 a 30 de julho – de segunda a sexta, das 9h às 18h.
 
 
 
Biblioteca da Pós-Graduação
 – Rua Maranhão, 88
 
De 05 a 23 de julho – fechada para inventário.
 
A partir de 26 de julho – de segunda a sexta, das 8h às 17h.

15 a. Exposição das novas aquisições (28 a 02.07. 2010)

Livros

1

ANDRADE, Luciana Teixeira de (org) Como anda Belo Horizonte. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 98 p.

  307.76 / C737 / v.10

2

BOGUS, Lucia Maria Machado (org); PASTERNAK, Suzana (org) Como anda São Paulo. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 342p.

  307.76 / C737 / v.3 e.1-2   

3

CARVALHO, Inaiá Maria Moreira de (org). PEREIRA, Gilberto Corso (org). Como anda Salvador. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 189 p.

 307.76 / C737 / v.4

4

CLEMENTINO, Maria do Livramento M. (org); SOUZA, Maria Ângela de Almeida Como andam Natal e Recife. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 224 p.

 307.76 / C737 / v.6

5

LAGO, Luciana Correa do (org) Como anda Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 73p.

307.76 / C737 / v.9

6

LIMA, José Júlio Ferreira (org); MOYSÉS, Aristides (org). Como andam Belém e Goiânia. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 140 p.

  307.76 / C737 / v.11

7

MAMMARELLA, Rosetta (org). Como anda Porto Alegre. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 193 p.

  307.76 / C737 / v.8

8

MOURA, Rosa (org); RODRIGUES, Ana Lúcia Como andam Curitiba e Maringa. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 370 p.

 307.76 / C736 / v.7

9

PEQUENO, Luis Renato Bezerra (org). Como anda Fortaleza. Rio de Janeiro, Letra Capital/Observatório das Metrópoles, 2009. 226p.

 307.76 / C737 / v.5

10

SENNETT, Richard Carne e pedra:  o corpo e a cidade na civilização ocidental. Rio e Janeiro, Record, [1997]. 362 p.

 301.36 / Se58c

11

SENNETT, Richard  Carne e pedra: o corpo e a cidade na civilização ocidental.   4.ed. Rio de Janeiro, Record, 2006. 362 p.

301.36 / Se58c/ 4.ed.

Contemporaneu – arquitetura contemporânea

 

Lançada em junho de 2010, a revista Contemporaneu – arquitetura contemporânea é a primeira revista brasileira dedicada à arquitetura contemporânea nacional e mundial. Em formato digital, poderá ser acessada de qualquer microcomputador a qualquer momento e de forma gratuita, permitindo ser visualizada por arquitetos, designers, engenheiros, estudantes e interessados em conhecer mais sobre a produção arquitetônica contemporânea e sobre quem a faz.

Acesse: http://www.contemporaneu.com/

 

Fonte: http://www.contemporaneu.com.br/p/revista.html

Guia de obras de Oscar Niemeyer: Brasília 50 anos

 

Guia de obras de Oscar Niemeyer : Brasília 50 anos
Sylvia Ficher e Andrey Schlee
Fotos de Joana França

Coquetel de Lançamento
29 de junho de 2010, terça-feira
19h
Salão Nobre da Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Edifício Principal – Brasília

O livro:

Os anos de 2007 e 2010 marcaram os cem anos de vida do arquiteto Oscar Niemeyer e os cinquenta anos de inauguração de Brasília. A Câmara dos Deputados promoveu diversas realizações comemorativas dessas efemérides, dentre elas diversas publicações, através de sua editora, dentre as quais o Guia de obras de Oscar Niemeyer : Brasília 50 anos, realizado em parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil – Seção Distrito Federal – IAB-DF, como parte das celebrações dos Cinquenta Anos de transferência do Poder Legislativo para Brasília.

O livro conta com a organização e os textos dos professores da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília, Sylvia Ficher e Andrey Schlee, além de fotografias de Joana França de todos os cinquenta obras relacionadas em cinco roteiros: Roteiro Esplanada dos Ministérios, Roteiro Monumental, Roteiro Niemeyer Histórico, Roteiro Niemeyer na UnB e Roteiro Niemeyer Completo.

As diversas fases da obra de Oscar Niemeyer desde 1956 são descortinadas na enumeração exaustiva tanto de trabalhos célebres como de edifícios praticamente desconhecidos do grande público. São apresentados os edifícios do Palácio da Alvorada (1956), do Brasília Palace Hotel (1956) e da Igreja de Nossa Senhora de Fátima (1957), representativas ainda de um período de transição da arquitetura de Niemeyer, em que a diversidade de materiais, própria das obras anteriores, mistura-se à nascente síntese formal dos palácios da Praça dos Três Poderes (1958) e da Esplanada dos Ministérios – também presentes no guia. Após a inauguração da Capital, a contínua necessidade de construção de edifícios em um curto período de tempo levou Niemeyer à pesquisa com pré-fabricação e pré-moldados de concreto, presentes sobretudo nas obras do campus da Universidade de Brasília (1963), em parceria com o arquiteto João Filgueiras Lima. A ênfase estrutural dessas obras é levada aos limites nos trabalhos seguintes em vãos generosos como os da Estação Rodoferroviária e na estrita expressão modular da Aliança Francesa ou do Touring Clube (1962). A universalidade do vocabulário formal de Niemeyer – normalmente associado às grandes realizações – pode ser auferida em obras prosaicas como o Catetinho (1956), a residência do arquiteto no Park Way (1960), nas casas geminadas da ou as pequenas capelas anexas aos edifícios públicos. É na capacidade de síntese que se encontra o elo de ligação entre todos os trabalhos. Essa característica pode ser mais claramente apreciada nos diversas torres de escritórios situadas nas áreas gregárias de Brasília, bem como na alvura das obras monumentais mais recentes.

No guia, cada obra de Niemeyer em Brasília explicada em sua feição e história de modo conciso, atraente e bem ilustrado, em português, inglês e espanhol, com horários de funcionamento e visitação das instituições abrigadas pelos edifícios e contatos para agendamento de excursões. Com o guia em mãos, o visitante leigo e o pesquisador exigente têm um companheiro de passeio e de trabalho para apreciar Brasília e as obras de Niemeyer.

Serviço / Ficha Técnica

Título: Guia de obras de Oscar Niemeyer : Brasília 50 anos

Organização e textos: Sylvia Ficher e Andrey Schlee

Fotografias: Joana França

Prefácios: Michel Temer, Igor Soares Campos e Luiz Otavio Alves Rodrigues

Tradução: Mariana Escosteguy Cardoso (Textos em português, inglês e espanhol)

Local: Brasília – DF – Brasil
Editoras: Instituto dos Arquitetos do Brasil ; Câmara dos Deputados, Edições Câmara
Ano: 2010
263p.
15,5cm X 22,5cm
Série obras em parceria, 1
Coleção Brasília Histórica 50 Anos
ISBN 978-85-736-5716-6
Tiragem inicial: 5000 exemplares

O livro pode ser adquirido nas livrarias da Câmara dos Deputados, no Anexo IV e no Edifício Principal (061) 3216-9971, estando também disponível em formato PDF na Biblioteca Digital da Casa, no endereço:

http://bd.camara.gov.br/bd/handle/bdcamara/3565 .

 

Editoras:

Centro de Documentação e Informação – CEDI
Coordenação Edições Câmara – COEDI
Anexo II – Térreo – Praça dos Três Poderes
Brasília (DF) – CEP 70160-900
Telefone: (61) 3216-5802; fax (61) 3216-5810
edicoes.cedi@camara.gov.br

Instituto dos Arquitetos do Brasil – Seção Distrito Federal – IAB-DF
Setor Comercial Sul Quadra 02 Bloco D
Edifício Oscar Niemeyer Salas 206, 207 e 208.
Asa Sul – Brasília (DF) – CEP 70316-900
Telefone: (61) 3223-5903; fax (61) 3225-3459
divulgacao@iabdf.org.br

Realização:
Câmara dos Deputados
Instituto dos Arquitetos do Brasil -DF

Apoio:
docomomo-bsb
FAU-UnB
CONFEA/CREA-DF

 

Fonte: http://migre.me/SWe3

Segunda-feira, 28/06/2010

Na segunda-feira, dia 28/06/2010, haverá mais um jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, às 15h30.

 

Neste dia, as bibliotecas (Campus e FAU-Maranhão) funcionarão das 8h às 14h. A biblioteca do Campus reabrirá das 19h às 21h30.

Horário de Funcionamento dia 25/06/2010

Em virtude do jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, no dia 25/06/2010, as bibliotecas da FAU funcionarão nos seguintes horários:

Campus: das 14h  às 21h30;

– FAU-Maranhão: das 14h às 17h.