Koolhaas em São Paulo: ‘agora, volto os olhos para o campo’

Arquiteto holandês veio ao Brasil para divulgar a exposição na Casa de Vidro, de Lina Bo Bardi, que deve ser aberta ao público em 2012

Por Bianca Antunes, da revista AU

A cidade tão fortemente analisada por Rem Koolhaas deve agora passar um tempo de descanso. “É um clichê dizer que todos mudaram para as cidades. Hoje me interesso mais pelo campo, pelo que as pessoas deixaram para trás. É o que estou pesquisando agora”, revelou Koolhaas no teatro do Sesc Pompeia, esta quinta-feira (25).

Koolhaas esteve em São Paulo para o lançamento da exposição na Casa de Vidro de Lina Bo Bardi, em São Paulo, que contará com obras de artistas e arquitetos internacionais – como o próprio Rem Koolhaas, Sanaa e Paulo Mendes da Rocha – muitas criadas especialmente para o espaço. A exposição acontece de setembro de 2012 a janeiro de 2013 – e isso é o que chamamos de planejamento holandês. A exposição terá curadoria de Hans Ulrich Obrist

Koolhaas fez uma palestra mostrando seu trajeto profissional – segundo ele, de “starving architect” (arquiteto com fome) até o star architect e, no futuro, o retired architect (o arquiteto aposentado). Nessa trajetória, falou da sorte que teve por começar sua carreira em uma Roterdã devastada pela guerra – e, por isso, com muita oportunidade de trabalho, poucos recursos e muita criatividade. “A pobreza é um ótimo ambiente para começar a carreira”, pontuou.

A grande questão a ser levada em conta hoje, segundo o arquiteto de Nova York Delirante (1978), é como o crescimento da economia se refletiu na relação dos arquitetos – principalmente os ‘star architects’ – com seus contratantes, a maioria privados. “Nos tiraram o domínio do público”, alega.

Esta não é a primeira vez que Koolhaas vem a São Paulo. O arquiteto já esteve na cidade em 2002, quando em meio às discussões do evento Arte/Cidade, propôs a instalação de um novo elevador no legendário São Vito, vizinho do Mercadão e demolido recentemente pela prefeitura paulistana. Perguntado pela plateia sobre qual sua opinião sobre São Paulo, Koolhaas disse que suas experiências e sensações mudam a cada dia. Mas que vê muitas semelhanças com cidades como Lagos, Jacarta e Manila.

E há quem alegue que o arquiteto está de olho no Brasil – o site de arquitetura Archdaily anunciou em reportagem sobre estrangeiros no Brasil que o OMA deve abrir seu escritório em solo brasileiro.

 Fonte: PINIweb

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: