Dia do Bibliotecário

[Clica-que-aumenta]

Dia 12/03 é dia do bibliotecário. Mas você sabe o que um bibliotecário faz? (Não vale dizer que ele pede silêncio e lê… Essa é uma visão tão estereotipada da profissão quanto aquela da velhinha de coque e óculos! rs!)

Antes de falar do que ele faz, vamos falar do que o bibliotecário fez para se tornar bibliotecário. Existe um curso de graduação chamado Biblioteconomia (ou “Biblioquê”, porque muitos nunca entendem o termo até o final). Quem faz o curso, que tem duração de quatro a cinco anos, é Bacharel em Biblioteconomia ou, simplesmente, bibliotecário. E precisa ter registro no Conselho Reginal de Biblioteconomia para exercer a profissão.

O que se aprende no curso? A grade da ECA-USP inclui aulas de História da Cultura e da Comunicação, Linguagens Documentárias, Linguística, Representação Descritiva, Documentação Audiovisual, Administração, Indexação, Ação Cultural… Tudo isso será importante para as atividades que o bibliotecário desempenhará em sua carreira.

E quais são estas atividades? Muitas! O bibliotecário, sendo bem superficial, trabalha selecionando, organizando e disponibilizando informação para aqueles que necessitam dela. A informação pode estar em qualquer suporte, nos tradicionais livros e revistas e demais materiais impressos, em fotografias, filmes e pinturas, em CD’s, DVD’s, HD’s… E, a cada dia que passa, temos mais informações que precisam ser selecionadas-organizadas-disponibilizadas. É um trabalho sem fim!

Então, fica difícil descrever TODAS as atividades que um bibliotecário pode exercer. Hoje eles não trabalham somente em bibliotecas, mas também em Empresas, Instituições de Ensino, Hospitais, Sites, Arquivos (juntamente com seus colegas Arquivistas), Museus (e aqui também há os colegas Museólogos), Editoras, Centros Culturais…

O MEC exige que exista pelo menos um bibliotecário responsável pelas atividades de uma biblioteca universitária. Nas bibliotecas da FAUUSP, somos onze bibliotecárias (sim, todas mulheres, porque todo estereótipo tem um fundo de verdade). O que nós fazemos, com auxilio de técnicos e estagiários – de maneira bem simplificada, para não ser chato:

– Adquirimos materiais (livros, revistas, CD’s, DVD’s, projetos, etc.);

– Selecionamos materiais recebidos como doação, incluindo no acervo aquilo que realmente é relevante para nossa biblioteca;

– Assinamos títulos de revistas nacionais e internacionais e controlamos essas assinaturas (vencimento, interrupção, falha de envio de fascículos, por exemplo);

– Localizamos (na verdade, “caçamos”) toda a produção dos docentes da FAUUSP, que deve ser cadastrada em uma base de dados específica para fins estatísticos da Universidade;

– Catalogamos TODOS esses materiais, no banco de dados que vocês conhecem como  Dedalus;

– Selecionamos assuntos de um Vocabulário Controlado para inserir nesse banco de dados, o que propicia a pesquisa sobre assunto;

– Preparamos os materiais para localização e empréstimo, colocando etiquetas, bolsos, fichas;

– Separamos os materiais que serão utilizados apenas para consulta local;

– Colocamos as novas aquisições em exposição;

– Atendemos os usuários, auxiliando-os a fazer pesquisas, localizar o material, fazer empréstimos, etc.;

– Atendemos pedidos de empréstimos de outras unidades da USP, Unesp e Unicamp;

– Atendemos pedidos de cópias de materiais feitas pelo sistema COMUT;

– Fazemos levantamentos bibliográficos solicitados por docentes;

– Elaboramos manuais, regulamentos e outros dispositivos para permitir o uso do acervo;

– Auxiliamos na normalização das publicações da FAUUSP;

– Orientamos usuários em relação à elaboração e normalização de trabalhos acadêmicos;

– Fazemos fichas catalográficas para teses e dissertações da FAUUSP, além de publicações institucionais;

– Separamos os materiais danificados para serem recuperados (alguns desses materiais são reparados em nossa oficina de conservação, outros são enviados para uma empresa de restauração, outros precisam de uma nova encadernação);

– Enviamos para a empresa de encadernação os fascículos de revistas com mais de dois anos de publicação;

– Catalogamos os projetos, artigos e outros materiais especiais em bases da biblioteca;

– Supervisionamos nossas equipes, em cada setor da biblioteca;

– Participamos de comissões, reuniões, treinamentos, etc. na FAUUSP e no Sistema Integrado de Bibliotecas da USP (SIBi-USP).

Resumidamente, é isso que nós fazemos aqui. Cada biblioteca da USP têm suas atividades, parecidas ou não com as nossas, mais ou menos funcionários, acervos maiores ou menores, para uma comunidade maior ou menor.

Nesse dia do bibliotecário, queremos agradecer todos os usuários que respeitam e valorizam nosso trabalho. Esse é, sem dúvida, o nosso maior presente!

Texto: Lucila Borges Assis

4 Respostas

  1. Eu sou estudante de biblioteconomia e estou maravilhado com as possibilidades ainda inexploradas dessa profissão que contempla com seu trabalho todas as áreas do conhecimento.

  2. Adorei o post!
    LInda homenagem!

  3. É muito bom ser bibliotecária e poder ter o prazer de trabalhar com pessoas inteligentes, competentes e comprometidas.
    Parabéns pelo dia aos amigos da FAU e do SIBi.

  4. Você disse: Cada biblioteca da USP têm suas atividades, parecidas ou não com as nossas, mais ou menos funcionários, acervos maiores ou menores, para uma comunidade maior ou menor.
    eu resumo: cada um tem a biblioteca que merece!
    rs.
    Parabéns para nós…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: