Inauguração do Copan

copan

“Um monumento à grandeza da terra paulista. O Rockfeller Center de São Paulo”, dizia o anúncio de lançamento do prédio projetado por Oscar Niemeyer, em 25 de maio de 1952 (14 anos antes da inauguração, em 25 de maio de 1966).

Fonte: Estadão

Anúncios

Site elenca as profissões mais subestimadas e as mais supervalorizadas

Algumas profissões podem parecer mais glamurosas e relevantes – mas elas nem sempre são as que proporcionam mais reconhecimento, salários competitivos e oportunidades profissionais. A conclusão é do site de empregos americano CareerCast, que analisou diversos aspectos de 200 profissões para avaliar se sua “reputação” está em par com o ambiente de trabalho, remuneração, perspectiva e nível de estresse causado.

Os resultados mostram que profissões como analista de sistemas, veterinário e biólogo estão entre alguns dos empregos mais subestimados da lista. Entram na lista também contadores, engenheiros civis e bibliotecários. “Encontramos um grande número de postos subvalorizadas, nos quais profissionais em transição de carreira poderiam considerar para ter reconhecimento, estabilidade e oportunidades”, diz o diretor do CareerCast, Tony Lee.

Já a lista das profissões mais supervalorizadas é liderada por executivo de conta de agências de publicidade, seguido de cirurgião e corretor da bolsa. Outras profissões almejadas, como advogado, economista e executivo sênior, também entram no ranking dos empregos que costumam ser superestimados.

EMPREGOS MAIS SUBESTIMADOS

Ranking Profissão
1 Analista de sistemas
2 Veterinário
3 Biólogo
4 Analista de pesquisa de mercado
5 Contador
6 Técnico de emergência médica
7 Assistente legal
8 Engenheiro Civil
9 Diretor de escola
10 Encanador
11 Eletricista
12 Bibliotecário

Fonte: CareerCast

EMPREGOS MAIS SUPERESTIMADOS

Ranking Profissão
1 Executivo de contas (publicidade)
2 Cirurgião
3 Corretor da bolsa
4 Gerente de relações públicas
5 Executivo sênior
6 Organizador de eventos
7 Arquiteto
8 Piloto de linha aérea comercial
9 Advogado
10 Programador
11 Economista
12 Psicólogo
Fonte: CareerCast
Fonte: UOL Economia