Palestra “Conservação e reabilitação do patrimônio arquitetônico: possibilidade ou necessidade?”, na FAU Maranhão

[Clique na imagem para ampliá-la]

appleton

A generalização do conceito, hoje correntemente aceito, de patrimônio arquitetônico, englobando não só os edifícios especiais e os monumentos, mas também os sítios, os conjuntos habitacionais, escolares e outros, mesmo quando constituídos por edifícios comuns, dá ao problema da sua preservação uma dimensão tal que a torna simultaneamente uma preocupação e uma oportunidade.

Conhecer os princípios e os condicionamentos das operações de conservação e reabilitação, aprender as técnicas de projeto e construção implicam, entre outras ações, a (re)aprendizagem do uso dos materiais mais antigos.

Prof. Dr. João Augusto da Silva Appleton
Engenheiro Civil pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa. Defendeu tese junto ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil de Lisboa, onde atuou de 1969 a 1997. Possui especialização em reabilitação de edifícios antigos. No Instituto Superior foi professor convidado, de 1971 a 1982. Na Universidade de Évora foi professor Catedrático convidado entre 2003 e 2005, no Mestrado em Recuperação do Patrimônio Arquitetônico e Paisagístico. Foi orientador de cerca de 30 teses de Mestrado e Doutorado no Instituto Superior Técnico, na Faculdade de Engenharia do Porto e outras.

Inscrições
acadmp@usp.br
(11) 2065-8075

Data: 8 de novembro de 2013 (sexta-feira)
Horário: 14h
Local: FAU Maranhão
Endereço: Rua Maranhão, 88, Higienópolis, São Paulo – SP

Fonte: Eventos-FAU
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: