CPC Informa – Março

[clique na imagem para ampliá-la]

cpc

Anúncios

Palestra “Acervo do Escritório do Plano de Urbanismo da Cidade de Salvador-EPUCS”, na FAU Maranhão

Palestrante: Profa. Ana Fernandes

Data: 25/02/2016

Horário: das 18h às 19h30

Local: Sala dos Espelhos – FAU Maranhão

Rua Maranhão, 88, Higienópolis, São Paulo – SP

Nova data – Palestra “Digitalização e Preservação Digital”

O Departamento Técnico do Sistema de Bibliotecas da USP (DT/SIBi) e o Grupo de Apoio a Preservação e Conservação de Acervos Bibliográficos e Bibliotecas do SIBiUSP promoverão a Palestra “Digitalização e Preservação Digital”.

Palestrante: André Nito Assada (DT/SIBiUSP)
Data: 13 de janeiro de 2016, quarta-feira
Horário: das 9h às 12h
Local: Auditório do Departamento Técnico do SIBiUSP – Complexo Brasiliana, Piso Embasamento
Endereço: Rua da Biblioteca, s/n, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo-SP.

Inscrições AQUI

Cancelada – Palestra “Digitalização e Preservação Digital”

Notícia recebida via SIBi-USP:

Por motivos de licença médica do Sr. André Nito Assada (Palestrante), a Palestra “Digitalização e Preservação Digital”, que seria realizada amanhã (16/12/2015), das 9h às 12h, foi CANCELADA.

Provavelmente a nova data será na primeira semana de janeiro de 2016.

O Departamento Técnico do Sistema de Bibliotecas da USP (DT/SIBi) e o Grupo de Apoio a Preservação e Conservação de Acervos Bibliográficos e Bibliotecas do SIBiUSP promoverão a Palestra “Digitalização e Preservação Digital”.

Palestrante: André Nito Assada (DT/SIBiUSP)
Data: 16 de dezembro de 2015, quarta-feira
Horário: das 9h às 12h
Local: Auditório do Departamento Técnico do SIBiUSP – Complexo Brasiliana, Piso Embasamento
Endereço: Rua da Biblioteca, s/n, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo-SP.

Inscrições AQUI

“Gerenciamento de riscos para acervos culturais”, no Centro de Pesquisa e Formação – Sesc São Paulo

Programa

Acervos culturais estão expostos a vários perigos, desde eventos súbitos e catastróficos como grandes incêndios e inundações até os diferentes processos graduais e acumulativos de deterioração física, química e biológica. As instituições responsáveis por estes acervos são frequentemente confrontadas com a necessidade de estabelecer prioridades para o uso dos recursos disponíveis, tipicamente limitados, no momento de planejar e adotar medidas para sua salvaguarda. O que fazer primeiro? Quais são as prioridades dos acervos em seus contextos específicos? Como otimizar o uso dos recursos disponíveis para maximizar os benefícios do patrimônio cultural ao longo do tempo? O gerenciamento de riscos constitui uma forma eficaz de atender a estes questionamentos. O curso detalhará a metodologia do gerenciamento de riscos para o patrimônio cultural, baseada na norma técnica ABNT NBR ISO 31000:2009. Conceitos e ferramentas pertinentes serão apresentados, discutidos e colocados em prática através de aulas expositivas e interativas, exercícios e estudo de caso utilizando um acervo real. Ao final do curso, os participantes serão capazes de identificar, analisar quantitativamente e priorizar riscos específicos para acervos culturais em um dado contexto. Além disso, estarão aptos a desenvolver opções integradas, com otimizada relação custo-benefício, para a eliminação ou redução destes riscos.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do inicio da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Palestrantes

José Luiz Pedersoli Júnior

Químico especializado em gestão de riscos para o patrimônio cultural e na ciência dos materiais aplicada à conservação de bens culturais. Ampla experiência nacional e internacional na capacitação de profissionais do setor patrimonial para uso da metodologia de gestão de riscos em acervos culturais.

Pré-requisito

É desejável que os participantes sejam profissionais ou estudantes envolvidos com a gestão e/ou a conservação (preventiva) de acervos culturais.

Data

30/11/2015 a 04/12/2015

Dias e Horários

Segunda a sexta, 10h às 18h (com intervalo entre 13h e 14h).

Local

Valores

R$ 36,00 – credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 60,00 – pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 120,00 – inteira

Acervos culturais: uso de vocabulários e suas implicações

Programa
Nesse painel, pretende-se discutir a especificidade do tratamento da informação de arte e, a partir do vocabulário controlado e do trabalho do Getty Research Institute, tratar de questões referentes ao uso dessa ferramenta para descrição e recuperação de acervos de arte, arquitetura e patrimônio.

19h A digitalização não garante o acesso à documentação: reflexões sobre desafios técnicos, culturais e linguísticos na construção e uso de vocabulários controlados (Apresentação via Internet) – Com Murtha Baca.

Digitalizar coleções de bibliotecas, arquivos, museus e recursos relacionados não garante acesso fácil a esses materiais ou a compreensão das coleções e documentos. O processo de construção e uso de vocabulários controlados revela obstáculos técnicos, culturais e linguísticos que precisam ser superados. Pretende-se apresentar os desafios na realização desse trabalho e propor soluções para o acesso amplo e significativo aos acervos das instituições de memória na era da Internet.

20h Organização da informação de arte: possibilidades e desafios – Com Johanna Smit

Reflexão sobre vocabulário controlado a partir do modelo sugerido pelo Getty Research Institute e avaliação da aplicabilidade da metodologia desenvolvida pelo Getty ao ambiente brasileiro de documentação de arte. Johanna Smit e Luiz Mendes (professor da UCLA – University of California) são responsáveis pela revisão técnica da edição em português do livro Introdução ao Vocabulário Controlado, de autoria de Patricia Harpring, que tem previsão de lançamento em 2016.

20h40 às 21h30 – Debate.

Mediação de Gabriel Moore Forell Bevilacqua, professor do Departamento de Ciência da Informação da UFF.

*Haverá tradução simultânea inglês-português.

Realização: Sesc e Pinacoteca do Estado de São Paulo

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do inicio da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Palestrantes

Johanna Smit

Graduada em Biblioteconomia, mestre em Documentação e doutora em Análise do Discurso. Atuou como docente junto ao Departamento de Biblioteconomia da ECA/USP e dirigiu o Arquivo Geral da USP. Aposentada, mantém projetos na qualidade de professora sênior.

Murtha Baca

É membro da equipe que desenvolveu o Getty Research Portal ™; lidera o Programa de História da Arte Digital no Getty Research Institute; é professora adjunta no Departamento de Estudos da Informação na UCLA; fundadora e presidente do International Terminology Working Group (ITWG).

Data: Quarta-feira, 11/11/2015

Horários: Quarta, 19h às 21h30.

Local:
Centro de Pesquisa e Formação do Sesc
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar
Bela Vista – São Paulo – SP
CEP 01313-020
TEL.: 11 3254-5600

Valores:
R$ 9,00 – credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 15,00 – pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 30,00 – inteira

Fonte: Sesc São Paulo

Palestra: Como montar o memorial descritivo no processo da licitação para a conservação dos acervos bibliográficos

Palestrantes: Lisely Salles de Carvalho Pinto (FAU/USP) e Maíra Cunha de Souza Maria (FD/USP)

Local: Auditório do Departamento Técnico do SIBiUSP
Rua da Biblioteca, s/n – Complexo Brasiliana – Embasamento (Subsolo)

Data: 05 de Agosto de 2015
Horário: 9-16h30min. Intervalo das 12h-14h.

Resumo: Troca de experiências na execução do memorial descritivo nas práticas de conservação nas Bibliotecas da USP. A palestra visa à promoção do diálogo com os especialistas conservadores-restauradores na decisão dos tratamentos, montagem do memorial descritivo conforme as especificações técnicas e acompanhamento dos setores administrativos das unidades nos serviços de conservação.

Inscrições AQUI