Alunos do Design – FAUUSP premiados no 6o. Encuentro BID de Enseñanza y Diseño

Daiana Pereira Buffulin
1º. lugar na categoria “Diseño de servicios”
Título: Nossa Praça. Uma proposta de aplicativo para reativação de espaços públicos da Nova Alta Paulista.
Orientadora: Profa. Clice de Toledo Sanjar Mazzilli

Caroline Zambon
Menção Honrosa na categoria “Diseño de producto / industrial”
Título: Prisma. Material de apoio à alfabetização de crianças com dislexia.
Orientadora: Profa. Clice de Toledo Sanjar Mazzilli

Carolina Hernandes Rodrigues
Selecionada na categoria “Diseño de Moda, textiles y complementos”
Título: Two point zero. Criação de peças de vestuário a partir de material de descarte pós-uso.
Orientadora: Profa. Sara Miriam Goldchmit

Erica Sayuri Ide e Victor Vincenzo Scopacasa
Selecionados na categoria “Diseño Transversal / Interdisciplinar”
Título: Proposta de desenvolvimento de jogo digital para auxílio na aprendizagem para alunos do Ensino Médio regular da rede pública estadual de São Paulo.
Orientadores: Daniela Kutschat Hanns e Ricardo Nakamura

Fontes:

http://bid-dimad.org/sextoencuentro/ 

http://www.fau.usp.br/noticias/23_11_5_alunos_do_curso_de_design_foram_selecionados_para_participar_da_muestra_de_estudiantes.pdf

Anúncios

Conferência de Gui Bonsiepe e Silvia Fernández, no Design da FAUUSP

[Clique na imagem para ampliá-la]

guibonsiepe silviafernandes

Data: 15/05 (quarta-feira)
Horário: 19h
Local: Auditório Ariosto Mila – FAUUSP
Endereço: Rua do Lago, 876, Cid. Universitária, São Paulo – SP

Ranking Universitário Folha aponta a USP como melhor universidade brasileira

[Clique na imagem para ampliá-la]

O RUF (Ranking Universitário Folha) é uma listagem inédita das universidades brasileiras, de acordo com a sua qualidade. Para chegar ao ranking, a Folha criou uma metodologia própria (tendo como referências avaliações internacionais consolidadas), que mescla indicadores de pesquisa e de inovação e a opinião do mercado de trabalho e de pesquisadores renomados.

Os indicadores que compõem a fórmula do RUF:

Qualidade da pesquisa: A Folha analisou nove indicadores das universidades relacionados à pesquisa científica, como proporção de professores com doutorado, número de artigos científicos por docente e número de publicações no Scielo. Peso: 0 a 55 pontos

Qualidade de ensino: o Datafolha entrevistou 597 pesquisadores do CNPq, amostra definida para representar o grupo dos melhores cientistas e docentes do país. A cada um deles foi pedido que apontasse as 10 melhores instituições brasileiras em sua área. Peso: 0 a 55 pontos.

Avaliação do mercado: O Datafolha entrevistou 1.212 diretores, gerentes ou profissionais responsáveis pelos recursos humanos de empresas e instituições brasileiras, amostra definida para representar todo o setor do país. Para cada um deles foi pedido que apontasse as três instituições de ensino superior para os quais dariam preferência em um processo de contratação. Peso: 0 a 20 pontos

Indicador de inovação: A Folha analisou a quantidade de pedidos de patentes por cada universidade. Peso: 0 a 5 pontos

Para o ranking geral, foram consideradas apenas as universidades, que são instituições mais completas, com ensino e pesquisa em diversos campos do conhecimento. Essas instituições precisam também cumprir exigências mais rígidas que as demais formas de organização de instituições de ensino.

O ranking geral conta com 191 universidades distribuídas em 188 posições porque houve alguns empates.

Clique para saber mais sobre a metodologia do ranking

Clique aqui para ver o ranking completo

Palestra “Paisagem, Cidade e Mudanças Climáticas: por uma discussão crítica no ensino médio”, na FAUUSP

[Clique na imagem para ampliá-la]

Data: 05 de Setembro de 2012, quarta-feira, das 10h às 18h
Local: Auditório Ariosto Mila, FAUUSP
Endereço: Rua do Lago 876 – Butantã – Cidade Universitária

Eventos FAUUSP 3091-1603 / 3091-4801

Evento “Ensino Pelo Projeto: Colóquio Internacional sobre o Ensino do Projeto de Arquitetura”, em Coimbra

O Departamento de Arquitectura Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra e o Centro de Estudos Sociais vão realizar o evento “Ensino Pelo Projeto: Colóquio Internacional sobre o Ensino do Projeto de Arquitetura”.

O evento é constituído por dois momentos:

Seminário Preparatório

Dia 10 de Julho de 2012

Departamento de Arquitectura da FCTUC

Capela do Colégio das Artes, Coimbra

17.00 – O Projeto Participativo como âncora do processo de Ensino-aprendizagem dos arquitetos e urbanistas brasileiros: uma experiência didática

Ana Goes Monteiro (Unicamp)

17.45 Relações entre Pesquisa e Projeto

Maria Teresa de Stockler e Breia (UP Mackenzie)

18.30 Debate

Colóquio Ensino pelo Projeto

Dia 27, 28, 29 de Setembro de 2012

Abertura. Dia 27 de Setembro / fim da tarde (18.00 horas)

18.00 Abertura do Colóquio

Sessão de abertura: Paulo Peixoto (CES), Jorge Figueira (Diretor do DARQ), Paulo Providência (DARQ-CES) e Gonçalo Canto Moniz (DARQ-CES).

19.00 Inauguração da Exposição de Trabalhos das Disciplinas de Projecto (TAPE) / Departamento de Arquitetura da FCTUC,  NUDA

Sessão 1. Dia 28 de Setembro / manhã / Programas e Temas
10.00 Orador 1 / Keynote-speaker: Juan Domingo Santos / ETSA Granada.
10.50 intervalo / pausa para café
11.00 Orador 2. Jorge Spencer / FAUTL.
11.20 Orador 3. a selecionar
11.40 Orador 4. a selecionar

12.00 Debate coordenado por João Mendes Ribeiro / DARQ Colégio das Artes.

12.50 Almoço

Sessão 2. Dia 28 de Setembro / tarde / Instrumentos e Composição
14.30 Orador 1 / Keynote-speaker: Florian Beigel + Philip Christou / ARU London met.
15.20 intervalo / pausa para café
15.30 Orador 2. José Adrião / UAL.
15.50 Orador 3. a selecionar
16.10 Orador 4. a selecionar
16.30 Debate coordenado por Paulo Providência / DARQ CES.
17.30 Intervalo

Programa A. Dia 28 de Setembro / fim da tarde/ Mesa Redonda “Inquérito sobre o Ensino do Projeto”.
18.00 Willemijn Wilms Floet, da TU Delft, “Inquérito Internacional sobre Ensino do Projeto”.
Mesa redonda, moderação por Gonçalo Canto Moniz, com a participação de Willemijn Wilms Floet, Jorge Figueira, Paulo Peixoto.

Sessão 3. Dia 29 de Setembro / manhã / Cruzamento disciplinar e Síntese
10.00 Orador 1 / Keynote-speaker: [a Confirmar].
10.50 intervalo / pausa para café
11.00 Orador 2. Diogo Seixas Lopes / DARQ-ETHZ.
11.20 Orador 3. a selecionar
11.40 Orador 4. a selecionar
12.00 Debate coordenado por José António Bandeirinha / DARQ CES.

12.50 Almoço

Sessão 4. Dia 29 de Setembro / tarde / Investigação em Projeto
14.30 Orador 1 / Keynote-speaker: David Leatherbarrow / University of Pennsylvania.
15.20 intervalo / pausa para café
15.30 Orador 2. Bruno Silvestre / SA Oxford Brooks University.
16.50 Orador 3. a selecionar
16.10 Orador 3. a selecionar
16.30 Debate coordenado por Jorge Figueira e Nuno Grande / DARQ CES.

17.30 Intervalo

Programa B. Dia 29 de Setembro / fim da tarde/ Mesa Redonda “Dissertação”.
18.00 Elizabeth Hatz / KTH Stockholm, “Dissertation – Architecture in transformation”.
Mesa redonda, moderação por José Fernando Gonçalves, com a participação de Elizabeth Hatz, José Miguel Rodrigues, Mário Krüger.

Inscrições em http://www.ces.uc.pt/eventos/ensinoprojecto/pages/pt/inscricao.php

Mais informações em http://www.ces.uc.pt/eventos/ensinoprojecto/pages/pt/inicio.php

Palestra: “La enseñanza de la arquitectura”, na FAU Maranhão

[Clique na imagem para ampliá-la]

 

 

O que se ensina quando se “ensina” arquitetura? Como se ensina a projetar?

PALESTRA “La enseñanza de la arquitectura:entre lo dibujado y lo desdibujado”

Que papel se confere ao desenho e às técnicas gráficas neste processo?

As dificuldades comunicativas demonstradas pelos alunos pertencem exclusivamente ao campo da aprendizagem, ou envolvem também os docentes?

A partir de um olhar que resignifica as práticas nos ateliers de projeto arquitetônico buscam-se respostas a estas questões. A autora aborda, então, a problemática do desenho como ferramenta do pensamento projetual e como estratégia de ensino. Neste sentido, são percorridos aspectos que vinculam o desenho e o processo de projeto, diferenciando seu uso no ensino de processos projetuais. A construção de categorias analíticas e a reflexão sobre a atividade docente são instrumentos importantes para os interessados na problemática sobre as estratégias didáticas da arquitetura em geral e, particularmente, no uso do desenho e recursos gráficos como um dos modos mais pertinentes ao ensino. Os resultados obtidos não são fechados, ao contrário, abrem possibilidades de aprofundamento, reorientação e buscam instâncias posteriores, um enfoque que permitirá novas perspectivas para a prática do ensino da arquitetura.

Claudia Bertero

Arquiteta graduada e mestre em docência universitária pela Universidad Nacional del Litoral, UNL, Santa Fe, Argentina, onde é docente-pesquisadora junto à Facultad de Arquitectura, Diseño y Urbanismo, FADU. Atualmente pesquisa aspectos vinculados ao ensino da arquitetura e ao uso do desenho como ferramenta. Orienta projetos de pesquisa e de Iniciação Científica sobre esta temática.

Quando: Quinta-feira, 19/04/2012, às 18h30
Onde: FAU-Maranhão – Rua Maranhão, 88, Higienópolis, São Paulo – SP

Encontro: A Arquitetura na/da Sala de Aula, no Centro da Cultura Judaica

A Arquitetura na/da Sala de Aula

Com Sabrina Fontenelle e Rafael Urano Frajndlich

Dois arquitetos-pesquisadores refletem sobre a linguagem da arquitetura e suas complexas relações com o ambiente educacional. Por um lado, pode ser um conteúdo desejável e possível de ser ensinado em sala de aula. Por outro, a própria arquitetura conforma os espaços de convivência, inclusive aqueles divididos por professores e estudantes, a saber – as salas de aula e os edifícios escolares.

Idade: Livre
Capacidade: 80 pessoas
Duração: 120 minutos

Local: Centro da Cultura Judaica
Rua Oscar Freire, 2500. São Paulo – SP
Dia 24/11/11, às 20h30

Fonte: Centro da Cultura Judaica