Conferência internacional: “Ambientamento / dissonância: as palavras e as coisas do debate sobre o novo na cidade antiga”, com Andrea Pane

ambientamento

 

ANDREA PANE / Università degli Studi di Napoli Federico II

Arquiteto e doutor em Conservação do Patrimônio Arquitetônico, Andrea Pane é Professor Associado em Restauração do Departamento de Arquitetura da Università degli Studi di Napoli Federico II (Nápolis, Itália). O Professor veio ao Brasil a convite da PUC-Campinas e do Instituto de Arquitetos do Brasil.

A conferência será em italiano. Não haverá tradução simultânea. Participação gratuita, sem necessidade de inscrição prévia.

Data e horário: 10 de maio de 2016, às 19h.
Local: Sala dos Espelhos – FAU-Maranhão.
Endereço: Rua Maranhão, 88, Higienópolis – São Paulo-SP.

Organização: FAU-USP e CPC-USP.

Fonte: CPC-USP

Anúncios

Curso de especialização “Restauro do Patrimônio Arquitetônico e Urbanístico”, na Unisantos

Matrícula AQUI

COORDENADORA
Profª. Drª. Leila Regina Diegoli

CARGA HORÁRIA
486 horas

INÍCIO
Março/2016

TÉRMINO
Junho/2017

HORÁRIO
Sábado, das 9h às 13h e das 14h às 18h

INVESTIMENTO
1ª. Mensalidade: R$ 520,00
Demais mensalidades (2 a 18) têm 10% de desconto sobre o valor integral, se pagas até o 3º dia útil de cada mês: R$ 468,00

LOCAL
Campus Boqueirão

OBJETIVOS
• 
Formação técnica de profissionais especializados para o trabalho com a proteção e preservação dos bens culturais construídos e agregados, assim como conjuntos urbanos tombados ou não.
• Formar especialistas para trabalhar em escritórios ou em órgão públicos, bem como em licitações que exigem formação técnica especializada.

PÚBLICO-ALVO
Profissionais com curso superior que apresentam interesse sobre a pesquisa e a prática da preservação e proteção do chamado patrimônio ambiental urbano. Está voltado principalmente para arquitetos, engenheiros, historiadores, artistas plásticos, advogados, turismólogos, administradores, geógrafos e educadores. Poderá ser admitido o ingresso de alunos portadores de diploma de graduação de cursos tecnológicos.

CONTEÚDOS ESPECÍFICOS (Componentes Curriculares)
• 
Conceitos básicos sobre o patrimônio cultural
• Legislação de salvaguarda do patrimônio
• História da arquitetura tradicional paulista
• Sistemas construtivos da arquitetura brasileira
• Pesquisa histórica e análise de acervos
• Metodologia de inventário do patrimônio ambiental urbano
• Programas de proteção e valorização do patrimônio
• Teoria e história do restauro
• Metodologia de projetos de restauro I
• Arqueologia da Arquitetura
• Patologia das construções
• Metodologia de projetos de Restauro II
• Tecnologia da restauração

Observação: Os discentes contarão com orientação individual para a elaboração e o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso.

CONTATO
pos.arquitetura@unisantos.br

Os cursos de Especialização/MBA da Católica de Santos atendem a normativa vigente sobre os Cursos de Pós-graduação Lato Sensu, a Resolução CNE-CES 1/2007, bem como as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação em Direitos Humanos e para a Educação Ambiental. Eles foram construídos em consonância com as novas políticas públicas nacionais para os Cursos de Pós-graduação Lato Sensu, que visam estabelecer um padrão superior de qualidade para a formação de especialistas.

BENEFÍCIOS
• Bolsa ex-aluno (Cursos de Graduação, Pós-Graduação Lato Sensu ou Stricto Sensu): 15% de desconto para ex-alunos da Católica de Santos (curso concluído), a partir da parcela subsequente à comprovação do vínculo (exceto 1ª. parcela).
• Bolsa convênio: para funcionários de empresas conveniadas, a partir da parcela subsequente à comprovação do vínculo (exceto 1ª. parcela).
Os benefícios não são cumulativos. Para obter qualquer um deles, é necessário que a solicitação seja feita por meio de requerimento na secretaria, até o dia 10 do mês anterior ao vencimento da parcela, anexando-se o documento comprobatório.

Observações
• A Universidade se reserva o direito de alterar o cronograma e o corpo docente.
• Documentação necessária: cópias do RG, CPF, Certidão de Nascimento ou Casamento, diploma (autenticado), comprovante de residência, duas fotos 3×4 e Curriculum Vitae (resumido).
• A matrícula pode ser feita independentemente da entrega dos documentos, mas só será validada depois que eles forem apresentados.
• A inscrição presencial só poderá ser efetuada pelo interessado no curso, ou por pessoa munida de procuração autenticada em cartório.
• A efetivação da matrícula está condicionada ao pagamento do boleto da 1ª. parcela e entrega da documentação exigida.
• Antes do início do curso, o coordenador agendará reuniões (sem caráter seletivo) com cada aluno para exposição do programa e alinhamento do perfil do curso.

Fonte: Unisantos

O PCH – Programa de Cidades Históricas: um balanço após 40 anos

[clique na imagem para ampliá-la]

pch

Seminário “Metodologias de levantamento arquitetônico: do levantamento direto ao escaneamento laser 3D”

[clique na imagem para ampliá-la]

metodol lev arq

Curso Livre: Artes integradas no Patrimônio Arquitetônico, no Museu de Arte Sacra

Museu de Arte Sacra de São Paulo promove um Curso Livre sobre o tema “Artes integradas no Patrimônio Arquitetônico e os ambientes decorativos civis em Portugal e no Brasil”, com Prof. Doutor Gonçalo de Vasconcelos e Sousa, professor catedrático da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa. Autor de diversos livros sobre Artes Decorativas; leccionou dezenas de cursos livres sobre temáticas ligadas às Artes e Ambientes Decorativos Históricos.

O curso tem como objetivo abordar um dos temas mais sedutores da arquitetura civil em Portugal e no Brasil, que prende-se com a formação dos ambientes decorativos domésticos e outros espaços civis desde o século XVIII até às primeiras décadas do século XX. Baseado em abundante documentação visual, muita dela inédita, será apresentada uma perspectiva de como se articularam as artes nos diversos tipos de ambientes civis das elites econômicas e sociais de diversas zonas de Portugal e do Brasil, bem como os modelos de inspiração que os foram influenciando.

Clique aqui  para baixar o programa.

Período: de 8 a 12 de junho
Aulas: 19h30 às 21h30
Carga horária: 10 horas
Valor: R$ 300 (VAGAS LIMITADAS)
Inscrições: mfatima@museuartesacra.org.br
Informações: (11) 5627.5393
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo
Endereço: Avenida Tiradentes, 676, Luz. Metro Tiradentes.
Estacionamento (ou alternativa de acesso): Rua Jorge Miranda, 43

Fonte: Museu de Arte Sacra

Edifício que abrigou o Cine Ipiranga em São Paulo é tombado

Notícia da Folha de S. Paulo

DE SÃO PAULO

15/05/2014 18h06

Foi publicada nesta quarta-feira (14) uma resolução da Secretaria de Estado da Cultura tombando o edifício que abrigou o antigo Hotel Excelsior e o Cine Ipiranga, localizado na avenida Ipiranga, 770 e 786, no centro de São Paulo. A Prefeitura pretende abrir um cinema de rua no local.

Segundo o texto do tombamento, o prédio projetado pelo arquiteto Rino Levi (1901-1965), é um exemplo da arquitetura moderna e resultado de uma concepção criativa caracterizada por sobrepor, em um terreno pequeno, “uma grande torre de hotéis e uma monumental sala de cinema, ambos representativos de programas inovadores e característicos de meados do século 20 em São Paulo”.

Formado na Itália, Levi foi um dos maiores expoentes do modernismo brasileiro, conhecido por seus desenhos de ângulos retos e austeros. O Cine Ipiranga foi o quarto cinema que projetou em São Paulo, depois de ter feito outros gigantes como o Ufa-Palácio, o Universo e o Piratininga, todos na região central da cidade.

 Cine IpirangaCine Ipiranga, na avenida Ipiranga com avenida São João, em imagem de 1987

Inspirado no racionalismo italiano, em especial na distribuição em torno de pátios internos, e nas formas geométricas do arquiteto polonês Erich Mendelsohn, por sua vez alinhado aos preceitos racionais do fundador da Bauhaus, Walter Gropius, e do alemão Mies van der Rohe, Levi criou uma fachada quadriculada para o cinema.

Mas abusou das referências ao art déco do lado de dentro. Os detalhes nesse estilo do início do século 20 estão nas luminárias e escadarias do Cine Ipiranga, também famoso por seus balcões e marquises em curva do lado de dentro.

Em suas construções, o arquiteto também fez alusões ao impacto que sentiu ao visitar a Casa Modernista, obra de Gregori Warchavchik, na Vila Mariana, uma das primeiras construções modernas em São Paulo.

Mesmo fascinado pela casa, o arquiteto foi um dos maiores defensores da verticalização da cidade e seu edifício Columbus, de 1934, é considerado o primeiro condomínio de apartamentos na capital paulista.

A sala do Cine Ipiranga, aberta em 1941 e fechado em fevereiro de 2005, ainda conserva grande parte de sua concepção original, incluindo detalhes no corrimão e luminárias. O espaço interno do hotel, por sua vez, sofreu algumas reformulações ao longos dos anos, com renovação dos quartos e dos banheiros.

De acordo com o texto de tombamento, contudo, as fachadas externas “mantêm presença marcante na paisagem, apresentando claramente suas características fundamentais de arranha-céu vinculado à arquitetura moderna”.

Foi determinado que a configuração do saguão, as escadarias e a sala de espetáculos do cinema serão preservados. Para assegurar a manutenção do edifício, podem ser acrescentados a ele alguns elementos de infra-estrutura desde que aprovados pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico).

O Condephaat autorizou o tombamento em reunião realizada em 25 de outubro de 2010.

Ruy Ohtake passa Paulo Mendes em número de bens tombados

Notícia do Blog Seres Urbanos – Folha de S. Paulo

Ruy Ohtake nem sempre foi um arquiteto de obras extravagantes e coloridas. Têm sua assinatura uma série de residências de concreto aparente austeras e racionais, alinhadas com propostas do modernismo arquitetônico que vigorou até meados dos anos 1970.

Pois é a produção dessa fase brutalista de Ohtake que recebe agora o mais alto grau de reconhecimento da cidade de São Paulo. Seis casas projetadas pelo arquiteto foram tombadas, sem alarde, em dezembro do ano passado e estão protegidas contra alterações.

Com a decisão, Ohtake ultrapassa Paulo Mendes da Rocha em número de imóveis tombados em São Paulo: sete contra seis do prêmio Pritzker (contando a intervenção de Ruy no palacete Conde de Sarzedas e a de Paulo Mendes na Pinacoteca). São os arquitetos vivos com mais obras protegidas na cidade.

Tudo indica que Ohtake também é campeão entre os modernos (veja ao final desse post porque ainda não consegui confirmar essa informação). Está à frente de Rino Levi (seis obras tombadas) e de Vilanova Artigas (cinco obras), precursor da chamada escola paulista, na qual “se formaram” Paulo Mendes da Rocha, o próprio Ruy e toda uma geração.

A proteção do patrimônio moderno edificado da cidade é uma das grandes preocupações do Conpresp hoje. Seminários e debates com especialistas de outros órgãos e de universidades estão sendo travados continuamente para estabelecer conceitos e diretrizes que formem uma política de preservação específica para esses imóveis.

Casas como a residência Rosa Okubo já estão com 60 anos de idade ou mais: são velhinhas modernas. Mas, diferente das construções ecléticas, cheias de ornamentos, os imóveis modernos não se parecem históricos ao olhar desavisado ou leigo, o que torna mais difícil legitimar sua preservação entre a população.

E que história conta então essa produção agora tombada de Ruy Ohtake? Entre outras, a história de uma arquitetura paulista preocupada com questões sociais, com as condições dos trabalhadores das obras, e que buscava soluções racionais para a produção em escala de habitações de qualidade.

As casas

A arquiteta e técnica da prefeitura Dalva Thomaz elaborou um estudo com 118 páginas e diversas fichas para embasar a decisão dos conselheiros do Conpresp (o órgão do patrimônio municipal). No texto, ela analisa minuciosamente cada imóvel, e mostra o diálogo deles com a obras de outros autores do período. Segue um (minúsculo) resumo do texto de cada um das casas. Por sua qualidade, o trabalho da técnica em breve será preparado para publicação em livro.

Leia mais AQUI.