Paulo Mendes da Rocha vence Leão de Ouro em Veneza pelo conjunto da obra

Notícia da Folha de S. Paulo

PMR

SILAS MARTÍ
DE SÃO PAULO

Paulo Mendes da Rocha, um dos arquitetos mais celebrados da história do país, acaba de ser anunciado o vencedor do Leão de Ouro pelo conjunto de sua obra na Bienal de Arquitetura de Veneza.

Primeiro brasileiro a vencer o prêmio na mostra italiana, este ano comandada pelo chileno Alejandro Aravena, ele também venceu o Pritzker, maior reconhecimento mundial da arquitetura, há dez anos.

Mendes da Rocha foi escolhido pelos diretores da mostra italiana como homenageado deste ano por sugestão de Aravena, o primeiro arquiteto latino-americano a dirigir uma edição desta que é a maior exposição de arquitetura do mundo.

De acordo com Aravena, o “atributo mais marcante de sua arquitetura é sua atemporalidade”. “Muitas décadas depois de construídos, seus projetos resistem aos avanços do tempo, tanto em aspectos físicos quanto de estilo. Essa consistência estarrecedora é consequência de sua integridade ideológica e sua genialidade estrutural”, diz o chileno. “Ele é um desafiador inconformado ao mesmo tempo que um realista apaixonado.”

Aravena também destacou na justificativa pela escolha de Mendes da Rocha seu papel nos campos político, geográfico e social, além de ele ter servido de exemplo para gerações de arquitetos no Brasil e na América Latina.

Mendes da Rocha, que receberá o prêmio em Veneza em 28 de maio, é um dos maiores nomes da escola paulista de arquitetura, reconhecido pelo estilo brutalista de suas construções, além de um profundo engajamento com ideais de esquerda.

Eduardo Pimentel Pizarro recebe 1st Prize da LafargeHolcim Foundation

Eduardo Pizarro

 

O doutorando da FAUUSP Eduardo Pimentel Pizarro recebeu da LafargeHolcim Foundation (Zurique, Suíça) o 1st Prize na Student Poster Competition, realizada durante o evento 5th International LafargeHolcim Forum for Sustainable Construction, que aconteceu em Detroit (EUA), de 7 a 9 de Abril de 2016.

O projeto premiado é uma proposta de requalificação dos interstícios urbanos da Favela de Paraisópolis (São Paulo), desenvolvida como pesquisa de mestrado na FAUUSP e na Architectural Association Graduate School (Londres), sob orientação da Prof. Dra. Joana Carla Soares Gonçalves, e financiamento da FAPESP (2012 a 2014).

A pesquisa de mestrado parte da premissa de que as favelas constituem uma realidade consolidada na cidade de São Paulo. Apesar de carências infraestruturais, os interstícios urbanos de favela configuram potencialidades para promoção de vida urbana, coesão comunitária, mobilidade, lazer, geração de renda e conforto ambiental urbano e edilício. Isto posto, como fazer valer as oportunidades urbanas latentes dos interstícios e interfaces de favela? O objetivo é caracterizar e experimentar a requalificação ambiental, urbana e social do objeto de pesquisa, os interstícios e interfaces urbanos da Favela de Paraisópolis, a segunda maior de São Paulo. O Método é fundamentalmente empírico, com avaliação da situação existente, a partir de critérios pré-estabelecidos, seguida pela proposição de alternativas e estratégias para a apropriação dos interstícios e interfaces urbanos de favela, como efetivos espaços de convivência e vida urbanos. O desenho é ferramenta fundamental de investigação. A sobreposição de estratégias ambientais, urbanas e sociais, envolvendo diferentes escalas e agentes, com foco na reativação de espaços intersticiais e permeabilização do ambiente construído conduz à requalificação da favela, como organismo urbano a inspirar a reconstrução da própria cidade dita formal.

O LafargeHolcim Forum Student Poster Competition tem o objetivo de reconhecer projetos inovadores das novas gerações de arquitetos e engenheiros de universidades de ponta ao redor do globo, como MIT (EUA), ETH (Suíça) e Tongji University (China). Os projetos foram votados por mais de 250 profissionais, de 40 países, incluindo Ricky Burdett (LSE, Londres), Julia King (LSE, Londres), Marc Angélil (ETH, Zurique), Neil Brenner (GSD, Cambridge) e Michael Dear (University of California, Berkeley).

Fonte: FAUiNFORMA

Clique AQUI para fazer o download da dissertação de mestrado de Eduardo Pimentel Pizarro.

57o. Prêmio Jabuti – livro do prof. Nabil Bonduki fica em segundo lugar na categoria “Arquitetura, Urbanismo, Artes e Fotografia”

Vencedores do 57o. Prêmio Jabuti – 2015 – na Categoria Arquitetura, Urbanismo, Artes e Fotografia:

1º Lugar – Título: Diálogo com Cartas – Autor: Jocy de Oliveira – Editora: Editora SESI – SP

2º Lugar – Título: Os Pioneiros da Habitação Social no Brasil: Volume 01 – Cem Anos de Política Pública No Brasil – Autor: Nabil Bonduki – Editora: Edições Sesc São Paulo e Editora Unesp

3º Lugar – Título: Arte em Cena: A Direção de Arte no Cinema Brasileiro – Autor: Vera Hamburguer – Editora: Edições Sesc São Paulo e Editora Senac São Paulo

Fonte: http://premiojabuti.com.br/vencedores-2015/arquitetura-urbanismo-artes-e-fotografia-2/

Alunos do Design – FAUUSP premiados no 6o. Encuentro BID de Enseñanza y Diseño

Daiana Pereira Buffulin
1º. lugar na categoria “Diseño de servicios”
Título: Nossa Praça. Uma proposta de aplicativo para reativação de espaços públicos da Nova Alta Paulista.
Orientadora: Profa. Clice de Toledo Sanjar Mazzilli

Caroline Zambon
Menção Honrosa na categoria “Diseño de producto / industrial”
Título: Prisma. Material de apoio à alfabetização de crianças com dislexia.
Orientadora: Profa. Clice de Toledo Sanjar Mazzilli

Carolina Hernandes Rodrigues
Selecionada na categoria “Diseño de Moda, textiles y complementos”
Título: Two point zero. Criação de peças de vestuário a partir de material de descarte pós-uso.
Orientadora: Profa. Sara Miriam Goldchmit

Erica Sayuri Ide e Victor Vincenzo Scopacasa
Selecionados na categoria “Diseño Transversal / Interdisciplinar”
Título: Proposta de desenvolvimento de jogo digital para auxílio na aprendizagem para alunos do Ensino Médio regular da rede pública estadual de São Paulo.
Orientadores: Daniela Kutschat Hanns e Ricardo Nakamura

Fontes:

http://bid-dimad.org/sextoencuentro/ 

http://www.fau.usp.br/noticias/23_11_5_alunos_do_curso_de_design_foram_selecionados_para_participar_da_muestra_de_estudiantes.pdf

Aluna da FAUUSP recebe Prêmio Tese Destaque USP 2015

Luciana Nicolau Ferrara, aluna do Programa de Pós-Graduação da FAUUSP, recebeu o Prêmio Tese Destaque USP 2015 na área de Ciências Sociais Aplicadas, pela tese de doutorado “Urbanização da natureza: da autoprovisão de infraestruturas aos projetos de recuperação ambiental nos mananciais do sul da metrópole paulista”, na qual teve a orientação da Prof. Dra. Maria Lucia Refinetti Rodrigues Martins.

A cerimônia de premiação ocorrerá no Simpósio de Pós-Graduação da USP, entre os dias 24 e 25 de setembro de 2015, no Auditório Ariosto Mila da FAUUSP, contando com a presença do Ministro da Educação, Prof. Dr. Renato Janine Ribeiro.

Resumo da Tese (Fonte: Dedalus)

A tese focaliza o processo de ocupação dos mananciais do sul da metrópole de São Paulo, abordando um quadro de relações que se estabeleceu na formação e consolidação de loteamentos precários. Os loteamentos irregulares estudados foram construídos durante os anos 1990, em São Bernardo do Campo, na bacia da Billings – área ambientalmente protegida por lei desde os anos 1970. A análise abrange desde a autoprovisão de infraestruturas, passando pela reivindicação de redes públicas pelos moradores, até a realização de projetos de urbanização. Abordam-se as articulações entre agentes públicos e privados, suas práticas espaciais, bem como as leis e as políticas de mananciais que, perpassadas pela especificidade da propriedade privada, engendraram, direta ou indiretamente, a forma urbana dos loteamentos irregulares. Esse quadro de agentes, num outro contexto, também construiu a necessidade da recuperação ambiental, na qual se associou à implementação de infraestruturas públicas a regularização fundiária e urbanística de interesse social. Os conflitos socioambientais que emergem nesse processo colocam em questão as concepções e a forma de expansão das redes de infraestrutura, o que extrapola a escala local, e evidenciam os descompassos que se estabelecem na realização da política habitacional e de saneamento. Nesse quadro, a fragmentação do espaço articula diferentes escalas de análise, explicitando os limites e as possibilidades, ainda que residuais, de uma apropriação socialmente justa do ambiente urbano. As transformações em curso na paisagem dos mananciais, engendradas pelo capitalismo periférico, nos permitem problematizar concepções hegemônicas acerca do novo paradigma ambiental, à luz da reflexão crítica da relação sociedade-natureza. A pesquisa visa, então, contribuir para o debate da “questão ambiental urbana”.

As cópias impressas da tese podem ser consultadas na biblioteca da FAU-Graduação (333.91 F412u) ou Pós-Graduação (043:504.06 F374u). Também é possível fazer o download do texto completo, em PDF, na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP.

Lixeira de bordo da USP leva R$ 50 mil em prêmio de inovação da Airbus

Notícia da UOL

GR-retrolley

O carrinho é 30 kg mais leve e viabiliza a reciclagem de copos, garrafas e latas. (Imagem: Divulgação)

Um grupo com cinco estudantes da graduação em design da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) faturou o prêmio de € 15 mil (R$ 51.390,00) no campeonato de inovação Fly Your Ideas, promovido em Hamburgo, na Alemanha, pela Airbus, em parceira com a Unesco. A cada dois anos, o concurso desafia jovens do mundo inteiro a reinventar produtos e serviços da aviação. A equipe da USP desenvolveu um carrinho para separação e compressão de materiais recicláveis durante a coleta do lixo no avião. Os brasileiros eram os únicos graduandos de design entre as cinco equipes, compostas majoritariamente por estudantes e pós-graduandos de engenharia.

Para a edição deste ano, foram mais de 518 projetos inscritos, de 3,7 mil estudantes e 104 países. A equipe brasileira ficou em segundo lugar. O prêmio principal, de € 30 mil (R$ 102.779,00), foi entregue a uma equipe composta por estudantes indianos. Eles representavam a Universidade de Tecnologia Delft, da Holanda, e se comunicaram apenas por teleconferência ao longo de todo o processo.  O grupo só se conheceu pessoalmente dias antes da premiação, em Hamburgo. O Multifun, nome do projeto vencedor, propõe a geração de energia a partir da vibração das asas do avião durante turbulências. Por meio do sistema, a energia armazenada poderia abastecer os sistemas de iluminação e entretenimento da aeronave.

O carrinho Retrolley , da equipe brasileira, foi criado em 2013 pelos estudantes Denise Ikuno, Liana Maki, Lucas Neumann, Lucas Otsuka e Tadeu Omae, que hoje têm entre 23 e 25 anos. Era um trabalho da disciplina de projeto e engenharia de produto, ministrada pelos professores Fausto Leopoldo Mascia (Poli-USP) e Robinson Salata (FAU-USP). A lixeira seletiva foi concebida para reduzir drasticamente o volume de metal, papel e plástico, além de armazenar fluidos residuais. A solução ocupa metade do volume (120 litros, em vez de 240 litros) e é 30 quilos mais leve que o equipamento tradicional. E, como se sabe, peso e espaço são variáveis-chave para a aviação.

Atualmente, o lixo recolhido nos voos comerciais do mundo todo mistura alimentos, recipientes e embalagens arbitrariamente, o que inviabiliza a reciclagem. Nessas condições, cerca de 1.300 toneladas de lixo são incineradas em solo, todos os anos, pelas companhias aéreas.

alunos design

Lucas N., Lucas O., Liana, Tadeu, Denise e o professor Fausto, em Hamburgo.  (Foto: Arquivo Pessoal)

Trazidas a Hamburgo dias antes do campeonato, as equipes passaram por treinamentos para aperfeiçoar seus projetos e, em especial, para apresentá-los em inglês ao público e ao juri, no dia 27 de maio.

Essa é a segunda vez consecutiva que o Brasil se classifica para uma final do evento. Há dois anos, a equipe Levar, também da USP, ficou em primeiro lugar, com um sistema de carregamento e descarga de bagagens que reduzia a carga de trabalho dos funcionários, por meio de uma solução com estofamento a ar. De acordo com o professor Fausto, que também acompanhou o grupo anterior, a equipe vencedora conseguiu registrar a patente do projeto no segundo semestre de 2014, com o apoio técnico do escritório de inovação da USP. Os criadores do carrinho Retrolley pretendem iniciar o processo assim que retornarem ao Brasil.

Leandro Quintanilha (leandroq@gmail.com) – O repórter viajou para Hamburgo a convite da Airbus.

Nós, da biblioteca da FAUUSP, parabenizamos os alunos premiados!

Vencedores do Pritzker de Arquitetura participarão do 3° Encontro do CAU/DF

Notícia do CAU/BR

Eduardo Souto de Moura e Paulo Mendes da Rocha debaterão em evento mediado por Sérgio Parada, em 18 de novembro, no Cine Brasília.

Os arquitetos e urbanistas do Brasil, Paulo Mendes da Rocha, e de Portugal, Eduardo Souto de Moura, ambos vencedores do prêmio internacional Pritzker (o “Nobel” da Arquitetura), estarão em Brasília para participar do painel “A Contribuição da Arquitetura e do Urbanismo na Construção de Identidade Cultural da Nação”, que abre o 3° Encontro do CAU/DF. O evento terá como mediador o arquiteto e urbanista Sérgio Parada e ocorrerá no Cine Brasília, no dia 18 de novembro, às 20h.

O encontro será transmitido ao vivo pelos sites dos CAU/DR e CAU/BR. 

O Encontro é organizado anualmente pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal – CAU/DF e a expectativa é reunir, cerca de 600 pessoas, entre arquitetos e urbanistas, autoridades, personalidades, estudantes, representantes do universo acadêmico, empresas e entidades parceiras.

Este ano, o 3° Encontro do CAU/DF tem o apoio da Embaixada de Portugal e da Secretaria de Patrimônio Histórico Cultural do Distrito Federal. Sob o tema principal “Arquitetura Luso-Brasileira, o Encontro de Duas Culturas”, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal faz referência à magnitude da Arquitetura e do Urbanismo do Brasil e de Portugal e celebra o acordo de cooperação técnica firmado entre o CAU e o governo daquele país.

SOBRE O PRÊMIO PRITZKER – A premiação internacional é anual e visa honrar os arquitetos cujas obras retratam uma combinação de talento, visão e comprometimento, além de terem dado significativas e consistentes contribuições para a humanidade e para o meio ambiente por meio da arquitetura. O prêmio ganhou esse nome da família Pritzker, formada pelo patriarca Jay A. Pritzker (1922-1999) e por sua esposa Cindy. A família é dona da rede hoteleira Hyatt, e seus negócios ocupam um quarteirão da cidade norte-americana de Chicago. É ainda reconhecida por suas contribuições financeiras à educação, ciência, medicina e cultura norte-americanas.

Muitos dos procedimentos de escolha e premiação do Pritzker foram baseados nos do Prêmio Nobel. Os laureados recebem US$ 100 mil, um certificado, uma medalha em bronze, além de uma escultura do desenhista britânico Henry Moore, em edição limitada.

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha foi agraciado com a honraria no ano de 2006. Antes dele, outro brasileiro, Oscar Niemeyer, fora premiado em 1988. Já o português Eduardo Souto de Moura recebeu o prêmio em 2011, sendo o segundo daquela nacionalidade a configurar no hall dos homenageados, após Álvaro Siza (1992).

Assim, teremos a visita de dois Pritzker a uma cidade cujos prédios cívicos foram projetados por outro. Inclusive o Cine Brasília, contemporâneo à inauguração da capital do país.

 

PROGRAMAÇÃO

 

18.11.2014 – Cine Brasília

 

17h30 | Credenciamento

18h | Solenidade de Abertura

Arq.Urb. Alberto de Faria | Presidente do CAU/DF

Arq.Urb. Haroldo Pinheiro | Presidente do CAU/BR

Arq.Urb. João Santa-Rita | Presidente da Ordem dos Arquitectos de Portugal

Arq. Urb. João Belo Rodeia | Presidente do Conselho Internacional dos Arquitectos de Língua Portuguesa (CIALP)

Francisco Ribeiro Telles | Embaixador de Portugal no Brasil

José Delvinei | Subsecretário de Patrimônio Histórico-Cultural do Distrito Federal

 

19h20 | Homenagens

Arq. Urb. José Carlos Córdova Coutinho

Arq. Urb. José Filgueiras Lima, Lelé (in memorian)

Engenheiro Joaquim Cardozo (in memorian)

 

19h40 | Painel “A Contribuição da Arquitetura e o Urbanismo na Construção de Identidade Cultural da Nação”

Mediador: Arq. Urb. Sérgio Parada

 

19h50 | Apresentação Painelista Arq.Urb.Eduardo Souto de Moura (Portugal)

 

20h20 | Apresentação Painelista Arq. Urb. Paulo Mendes da Rocha (Brasil)

 

20h50 | Bate-Papo com Arquitetos