50 mil teses online

Recebemos hoje esse comunicado do DT/SIBi:

 

Em breve, a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações – BDTD alcançará o significativo marco de 50.000 teses e dissertações online, disponíveis em http://www.teses.usp.br, comprovando o sucesso da iniciativa e consolidando o esforço conjunto da instituição em prol do acesso universal ao conhecimento.

 

Cabe destacar nesse processo a importância da participação das equipes do SIBiUSP e Escritório Regional do Departamento de Tecnologia da Informação de São Carlos para tornar a BDTD reconhecida e valorizada pela comunidade científica.

 

Mariza Leal de Meirelles Do Coutto
Respondendo pelo expediente do Departamento Técnico
Sistema Integrado de Bibliotecas

Parabéns a todas as equipes envolvidas nesse trabalho de divulgação da Produção Intelectual da USP!!!

Anúncios

Exposição: “Os projetos residenciais não-construídos de Vilanova Artigas em São Paulo”, de 05 a 19 de novembro de 2014

EXPOSIÇÃO – Maquetes de Estudo – os projetos residenciais não-construídos de Vilanova Artigas em São Paulo

As maquetes foram desenvolvidas para a Tese de Doutorado de Ana Tagliari – orientador Prof. Dr. Rafael Perrone.

Link para a Tese – http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16138/tde-01022013-143949/pt-br.php

Link para o artigo publicado na Revista Pós 35 –

Tese de aluna da FAUUSP recebe Menção Honrosa no Prêmio CAPES de Tese – Edição 2014

A aluna de pós Graduação da FAUUSP Gisela Barcellos de Souza recebeu menção honrosa no Prêmio CAPES de Tese Edição 2014, pela tese – Tessituras híbricas ou o duplo regresso: encontros latino-americanos e traduções culturais do debate sobre o retorno à cidade. Seu orientador foi o Professor Dr. Paulo Bruna.

Parabéns a ambos por essa premiação!

medalha

:

Defesas de dissertações e teses – maio de 2011

Local: FAU-Maranhão
Rua Maranhão, 88 – Higienópolis – SP

**** Sujeito a alterações ****

DOUTORADO:
Título: “ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO: ANÁLISE DOS CRITÉRIOS DE ESCOLHA DESTES COMPONENTES EM EDIFÍCIOS DE APARTAMENTOS, PADRÃO MÉDIO-ALTO, NA CIDADE DE SÃO PAULO”
Aluno (a): MAGDA NETTO DOS REIS
Data : 23/05/11     Horário: 14h 30min
Banca:
Prof.(a) Dr.(a) – João Roberto L. Simões – Orientador (a)
Prof.(a) Dr.(a) – Claudia T. A. Oliveira – AUT/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) – Marcelo A. Romero – AUT/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) – Jane A. Marques – EACH/USP
Prof.(a) Dr.(a) – José Afonso Mazzon – FEA/USP

DOUTORADO:
Título: “A MODERNIDADE EM HANS BROOS”
Aluno (a): KARINE DAUFENBACH
Data : 18/05/11     Horário: 14h
Banca:
Prof.(a) Dr.(a) – Paulo J. V. Bruna – Orientador (a)
Prof.(a) Dr.(a) – Monica J. Camargo – AUH/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) – Carlos Augusto M. Faggin – AUH/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) – Laís Bronstein Pássaro – UFRJ
Prof.(a) Dr.(a) – Abílio da Silva Guerra Neto – Un. Mackenzie

MESTRADO:
Título: “LINA BO BARDI (EXPERIÊNCIAS): ENTRE ARQUITETURA, ARTES PLÁSTICAS E TEATRO”
Aluno (a): CAROLINA LEONELLI
Data : 20/05/11     Horário: 10h
Banca:
Prof.(a) Dr.(a) – Luciano Migliaccio – Orientador (a)
Prof.(a) Dr.(a) – Silvio M. Dworecki – AUP/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) – Silvana Barbosa Rubino – UNICAMP

MESTRADO:
Título: “OS MEANDROS DA PRODUÇÃO PÚBLICA NA CONSTRUÇÃO DA PAISAGEM PERIFÉRICA PAULISTANA: O CASO DOS EQUIPAMENTOS EDUCACIONAIS”
Aluno (a): ANA CAROLINA LOUBACK LOPES
Data : 18/05/11     Horário: 10h
Banca:
Prof.(a) Dr.(a) – Yvonne M.M. Mautner – Orientador (a)
Prof.(a) Dr.(a) – Reginaldo L. N. Ronconi – AUT/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) – Nidia Nacib Pontuschka – Fac. Educ.

Título: “EDUARDO KNEESE DE MELLO: DO ECLÉTICO AO MODERNO”
Aluno (a): ALINE NASSARALA REGINO
Data : 27/05/11     Horário: 8h 30min
Banca:
Prof.(a) Dr.(a) – Rafael A. C. Perrone – Orientador (a)
Prof.(a) Dr.(a) – Luis A. Jorge – AUP/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) – José Geraldo Simões Jr. – Un. Mackenzie
Prof.(a) Dr.(a) – Julio Roberto Katinsky – AUH/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) – Fernando Atique – UNIFESP

MESTRADO:
Título: “ROBERTO TIBAU E O FAZER ARQUITETURA”
Aluno (a): ROBERTO SELMER JÚNIOR
Data : 20/05/11     Horário: 9h 30min
Banca:
Prof.(a) Dr.(a) – Helena A. Ayoub Silva – Orientador (a)
Prof.(a) Dr.(a) – Julio Roberto Katinsky – AUH/FAUUSP
Prof.(a) Dr.(a) –Otávio Y. Shimba – UEL

Defesa de Tese

Autora: CLAUDIA VERÔNICA TORRES BARBOSA
Orientador: Profa. Dra. Anésia Barros Frota
Título: “Percepção da iluminação no espaço da arquitetura: preferências humanas em ambientes de trabalho”
Dia:  24.02.11
Horário: 13 h
Local: Rua Maranhão, 88.

Defesas de teses e dissertações

Datas e horários sujeitos a alterações.

 

Defesa de Dissertação

RENAN CID VARELA LEITE
Orientadora Profa. Dra. Anésia Barros Frota – Área Tecnologia da Arq.
Título: Fortaleza, terra do vento: a influência da mudança nos padrões de ocupação do solo sobre a ventilação natural em cidade de clima tropical úmido
Dia: 03.12.10 – 9:30 –  R. Maranhão, 88.

ALEXANDRE HEPNER
Orientador Prof. Dr. Silvio Soares Macedo – Área Paisagem e Ambiente
Título: Desenho urbano, capital e ideologia em São Paulo: centralidade e forma urbana na Marginal do Rio Pinheiros
Dia: 26.11.10 – 9 h –  R. Maranhão, 88.

 

Defesa de Tese

Emerson José Vidigal
Orientador Prof. Dr. Marlene Yurgel – Área Projeto de Arq.
Título:  Ensino de projeto arquitetônico: um estudo sobre as práticas didáticas no curso de arquitetura e urbanismo da Universidade do Paraná?
Dia: 14.12.10 – 14 h – R. Maranhão, 88

Regras bem-humoradas para uma escrita melhor

Contribuição da Biblioteca para quem está redigindo seu TFG, Dissertação ou Tese:

1. Deve evitar ao máx. a utiliz. de abrev., etc.

2. É desnecessário fazer-se empregar de um estilo de escrita demasiadamente rebuscado.  Tal prática advém de esmero excessivo que raia o exibicionismo narcisístico.

3. Anule aliterações altamente abusivas.

4. não esqueça as maiúsculas no início das frases.

5. Evite lugares-comuns como o diabo foge da cruz.

6. O uso de parênteses (mesmo quando for relevante) é desnecessário.

7. Estrangeirismos estão out; palavras de origem portuguesa estão in.

8. Evite o emprego de gíria, mesmo que pareça nice, sacou??… então…

9. Palavras de baixo calão, porra, podem transformar o seu texto numa merda.

10. Nunca generalize: generalizar é um erro em todas as situações.

11. Evite repetir a mesma palavra pois essa palavra vai ficar uma palavra repetitiva. A repetição da palavra vai fazer com que a palavra repetida desqualifique o texto onde a palavra se encontra repetida.

12. Não abuse das citações. Como costuma dizer um amigo meu: “Quem cita os outros não tem idéias próprias”.

13. Frases incompletas podem causar

14. Não seja redundante, não é preciso dizer a mesma coisa de formas diferentes; isto é, basta mencionar cada argumento uma só vez, ou por outras palavras, não repita a mesma idéia várias vezes.

15. Seja mais ou menos específico.

16. Frases com apenas uma palavra? Jamais!

17. A voz passiva deve ser evitada.

18. Utilize a pontuação corretamente o ponto e a vírgula pois a frase poderá ficar sem sentido especialmente será que ninguém mais  sabe utilizar o ponto de interrogação

19. Quem precisa de perguntas retóricas?

20. Conforme recomenda a A.G.O.P, nunca use siglas desconhecidas.

21 Exagerar é cem milhões de vezes pior do que a moderação.

22. Evite mesóclises. Repita comigo: “mesóclises: evitá-las-ei!”

23. Analogias na escrita são tão úteis quanto chifres numa galinha.

24. Não abuse das exclamações! Nunca!!! O seu texto fica horrível!!!!!

25. Evite frases exageradamente longas pois estas dificultam a compreensão da idéia nelas contida e, por conterem mais que uma idéia central, o que nem sempre torna o seu conteúdo acessível, forçam, desta forma, o pobre leitor a separá-Ia nos seus diversos componentes de forma a torná-las compreensíveis, o que não deveria ser, afinal de contas, parte do processo da leitura, hábito que devemos estimular através do uso de frases mais curtas.

26. Cuidado com a hortografia, para não estrupar a língúa portuguêza.

27. Seja incisivo e coerente, ou não.

28. Não fique escrevendo (nem falando) no gerúndio. Você vai estar deixando seu texto pobre e estar causando ambigüidade, com certeza você vai estar deixando o conteúdo esquisito, vai estar ficando com  a sensação de que as coisas ainda estão acontecendo. E como você vai estar lendo este texto, tenho certeza que você vai estar prestando atenção e vai estar repassando aos seus amigos, que vão estar entendendo e vão estar pensando em não estar falando desta maneira irritante.

29. Outra barbaridade que tu deves evitar tchê, é usar muitas expressões que acabem por denunciar a região onde tu moras,  !… nada de mandar esse trem… vixi… entendeu bichinho?

30. Não permita que seu texto acabe por rimar, porque senão ninguém irá agüentar já que é insuportável o mesmo final escutar, o tempo todo sem parar.